Your browser version is outdated. We recommend that you update your browser to the latest version.

Resolução alternativa de litígios de consumo (Lei N.º 144/2015)

Centro de arbitragem:

CNIACC - Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo

Morada: Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa  - Campus de Campolide  - 1099-032 Lisboa

Contactos: Tel.: 213 847 484 * E-mail: cniacc@unl.pt

 

RISCO DE INCÊNDIO FLORESTAL (Concelho de Monforte)

 

Notícias ::: 

06-01-2015

Comunicado

Juntas de Freguesia do Concelho entregam EPIs aos Bombeiros Voluntários de Monforte.

Visualize aqui o documento.

 

Eventos :::

13, 14 e 15 novembro 2015

Comemorações do XXX Aniversário

 

13-11-2015 21:30H

Noite de Fados no Quartel dos Bombeiros

 

28-03-2015 15:00H

Corrida de Touros

O Grupo de Forcados Amadores de Monforte  organiza, no próximo dia 28 de março, pelas 15:00 horas, uma Corrida de Touros de Beneficência a favor dos Bombeiros Voluntários de Monforte. 

Bem hajam, pela iniciativa!

 

01-06-2014

Dia do Bombeiro Português

Barreiro

 

31-05-2014

I Semináro Técncico

"Os Novos desafios no Apoio Psicológico na Crise Emergência e Catástrofe"

Portalegre - Auditório da ESEP

Clique aqui para visualizar o documento.

 

31-05 e 01-06-2014

Concursos Nacionais de Manobras para Bombeiros
Amora, Seixal

 https://monaco.esoterica.pt:8443/sitebuilder/images/blank.gif
 

 

 

História

A porta da sede da Associação dos Bombeiros Voluntários de Monforte, abriu, pela primeira vez, no dia 13 de novembro de 1985, na Avenida General Humberto Delgado em Monforte.

 

O excerto do texto que se segue, publicado em 2010 na Revista Municipal, ilustra, de forma sucinta, a ainda curta história (28 anos) dos Bombeiros em Monforte:

"A ABVM (Associação dos Bombeiros Voluntários de Monforte) nasceu por iniciativa de alguns cidadãos, fortemente impulsionados por António José Falé Canoa, na altura Presidente da Câmara Municipal local, que integrou também esse grupo de fundadores constituído ainda por José Augusto Franco Carreiras (já falecido), António Joaquim Morais Medalhas, Joaquim António Martins Duarte e Silvestre João Parreiras Catapirra.

Durante os primeiros 20 anos, os “Soldados da Paz” de Monforte mudaram de instalações várias vezes e pela frente percorreram sempre um caminho sinuoso, repleto de obstáculos que só conseguiram transpor pela união e determinação. Decorridos esses 20 anos, foi finalmente concluída a obra que tanto desejavam e precisavam: o novo quartel. Atingiu-se um marco de crucial importância que veio revitalizar a dinâmica da ABVM, melhorando significativamente a qualidade da prestação dos serviços.

No entanto, sublinhe-se que a sua construção foi um processo bastante complicado, que sofreu várias alterações. Sucessivamente candidatado a diferentes programas comunitários, porque expiravam os prazos estabelecidos devido à morosidade dos procedimentos burocráticos relativamente à aprovação das candidaturas, perderam-se oportunidades e recursos, obrigando a realizar sérios ajustamentos orçamentais com o empreiteiro responsável pela obra. Contrariedades que foram ultrapassadas apenas com o apoio de muita gente e muitas instituições, entre as quais se destacou a intervenção decisiva da Câmara Municipal de Monforte. Esse vínculo institucional tem sido, aliás, inegavelmente, o grande pilar que tem consolidado, sobremodo, o funcionamento da Associação.

Outro factor que tem contribuído para superar as dificuldades é a existência de uma equipa coesa, composta por pessoas extremamente competentes e dedicadas, que intervêm nas decisões dessa “casa” e que estão sempre disponíveis 24 horas por dia.

Afinal, depreende-se que os 900 Sócios reflectem bem o respeito e consideração que a colectividade tem vindo a granjear, embora António Medalhas lamente a falta de uma participação mais activa por parte dos Associados.

Por outro lado, se a inauguração do novo quartel trouxe alento renovado à Associação, acarretou também despesas acrescidas. Refira-se que só foi possível regularizar o endividamento gerado pela sua construção no decurso dos 5 anos após a sua inauguração. Porém, o investimento continua a ser totalmente compensado pelas vantagens que apresenta."

 

in Revista Municipal de Monforte, 2010

 

Inauguração do Novo Quartel, 2005Inauguração do Novo Quartel, 2005